(11) 2721-5288
(11) 9.4034-9737

Dirofilariose a doença do coração. Saiba mais;

 Ainda que outros mamíferos, tais como os gatos, também possam ser infectados. Por se tratar de uma zoonose, pode ser transmitida ao ser humano, mesmo que os casos registrados sejam poucos. A doença tem como agentes transmissores as fêmeas dos mosquitos Aedes, Culex e Anopheles e é mais comum em cidades litorâneas e de clima quente, porém atualmente (2017), por volta de metade dos casos registrados no pais ocorreram no Estado do Maranhão. São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso e Alagoas completam os números.

Como se dá a transmissão da doença?

   Mosquitos que picam animais já infectados são os transmissores da dirofilariose. Os vermes adultos se encontram no coração e liberam larvas microscópicas para a corrente sanguínea do animal.

   No momento da picada, as larvas são sugadas pelo mosquito, junto com o sangue, e ali permanecem por cerca de duas a três semanas, quando se tornam maiores e são liberadas em outro animal através de uma nova picada.

   Em um período de 80 a 90 dias, as larvas evoluem e se tornam adultas, migrando pelo corpo do animal até chegarem no coração, onde terminam de se desenvolver e começa a fase de reprodução. Para se ter uma idéia, um verme do coração adulto pode medir até 35 centímetros de comprimento.

Sintomas, diagnóstico e tratamento

   Do momento da picada até a maturidade completa da larva há um período de cerca de 6 meses em cães e 8 meses em gatos. É possível que um único animal se torne hospedeiro de muito mais do que uma única larva, obrigando centenas de vermes em seu coração. Apesar disso, a maioria dos animais infectados não apresenta quaisquer sintomas da doença. Contudo, alguns cães podem demonstrar diminuição de apetite (e conseqüentemente perca de peso) e fadiga, passando a respirar com dificuldade e cansando-se muito mais rápido do que o normal. Acúmulo de liquido na região abdominal também pode ocorrer, fazendo com que o pet pareça mais barrigudo. Em casos mais graves, quando os animais portam muitos vermes em fase adulta, pode ocorrer a obstrução de vasos sanguíneos, causando insuficiência cardíaca e levando o animal á morte.

   O diagnostico da dirofilariose é obtido através de teste sanguíneo, ecocardiograma e raio-x de tórax, que nem sempre são precisos, sendo necessário o cruzamento de informações: resultado dos testes, histórico de saúde do animal e sintomas que ele apresenta. O tratamento da doença se da de formas diferentes, dependendo do quadro.

Como previnir meu pet?

   Antes de mais nada: visitas regulares a um veterinário de confiança são fundamentais assim como nunca medicar o seu pet sem orientação profissional. A dirofilariose pode ser evitada através dos medicamentos específicos, mas cabe ao seu veterinário determinar qual a melhor forma de prevenção.


Fonte: Burlina Pet Shop

REDES

CONTATO

Av. Aricanduva, 5378, Jardim Aricanduva - São Paulo - SP
Em frente ao Shopping Aricanduva
(11) 2721-5288
Atendimento veterinário até as 17hs
Nosso site faz captura apenas de cookies de sessão. Clique Aqui e leia nossa politica de privacidade.